Ives Gandra Martins comenta decisão do STF a respeito da restrição do foro privilegiado.