voltar

Ney Prado

Ney PradoO jurista Ney Prado tem formação multidisciplinar, tanto no Brasil como no exterior. É detentor de um grande número de títulos conquistados durante a sua vitoriosa carreira jurídica, tanto no magistério como na magistratura.

É professor aposentado de Ciência Política da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. Coordenador do curso de especialização em Direito do Trabalho e professor de Direito Constitucional do Centro de Extensão Universitária, também em São Paulo e ex-chefe da Divisão de Estudos Políticos do Colégio Interamericano de Defesa em Washington, Estados Unidos. Professor emérito da Escola de Comando do Estado Maior do Exército ECME e ex-integrante do Corpo Permanente da Escola Superior de Guerra.

Desembargador Federal do Trabalho aposentado, o jurista Ney Prado possui, além de outros, os seguintes títulos: Vice-Presidente da Associação Promotora de Estudos da Economia no Rio de Janeiro; ex-Membro e Secretário Geral da Comissão de Estudos Constitucionais, nomeado pelo Presidente da República para elaboração de Anteprojeto Constitucional 1986/1987 – Rio de Janeiro; Membro do Conselho de Estudos Jurídicos da Federação do Comércio de São Paulo; Membro do Conselho Consultivo da Federação da Agricultura do Estado de São Paulo; Membro do Conselho Técnico da Confederação do Comércio do Rio de Janeiro; Membro do Conselho Consultivo do Centro de Integração Empresa Escola de São Paulo; Membro do Centro de Estudos Estratégicos e do Conselho Econômico da FIESP; Membro do Conselho de Economia, Sociologia e Política da Federação do Comércio de São Paulo; Membro da Comissão de Defesa do Contribuinte da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo; Membro da Academia Paulista de Direito; Membro da Academia Nacional de Direito do Trabalho; Membro da Academia Paulista de Ciências Jurídicas; Membro titular da Cecomércio de São Paulo; Presidente da Academia Internacional de Direito e Economia.

Têm em seu vasto currículo, centenas de artigos, conferências e inúmeras condecorações no Brasil e no exterior.

São de sua autoria os seguintes livros:

“Os Notáveis Erros dos Notáveis” (Análise Crítica do Anteprojeto da Comissão Afonso Arinos); 
“A Economia Informal e o Direito no Brasil”;
“Razões das Virtudes e Vícios da Constituição de 1988”;
“Futuro da Justiça do Trabalho”.

Participou, ainda, com outros autores, em outros livros:

"Direito Sindical Brasileiro”;
“Reformas Constitucionais”;
“Ética no Direito e na Economia”;
“Estudos de Direito”;
“Reforma Trabalhista”;
“Princípios Constitucionais Fundamentais”;
“O Direito Brasileiro e os Desafios da Economia Globalizada;
“A efetividade do Direito e do Processo do Trabalho.