voltar

José Serra

José SerraO Governador José Serra nasceu em São Paulo, no bairro da Mooca. Logo cedo ingressou na política, como presidente da União Estadual dos Estudantes de São Paulo em 1962/63, e depois, como presidente da UNE em 1963/64. Foi perseguido pelo golpe de Estado que derrubou João Goulart em 1º de abril de 1964, e partiu para o exílio três meses depois.No exterior, José Serra enfrentou dificuldades e não pôde concluir seus estudos de engenharia. Decidiu então formar-se em Economia, obtendo o diploma de mestre nessa disciplina pela Universidade do Chile, onde tornou-se professor. Foi, também, funcionário das Nações Unidas nesse período.

Obrigado a exilar-se novamente, Serra foi para os Estados Unidos, onde obteve outro mestrado e o doutorado em Ciências Econômicas pela Universidade de Cornell. E foi, por dois anos, professor do Instituto de Estudos Avançados de Princeton. Em 1978 José Serra retornou ao Brasil. Tornou-se professor da Unicamp, pesquisador do Cebrap e editorialista da Folha de S. Paulo. Ajudou a fundar o PMDB, sendo relator do primeiro programa do partido.
Como Secretário de Economia e Planejamento do Governo Montoro, Serra enfrentou seus primeiros grandes desafios como administrador publico Comandou a recuperação financeira do Estado e planejou os investimentos em Transporte, Saúde, Educação, Meio Ambiente e Saneamento.


Deputado Constituinte

Elegeu-se deputado federal constituinte em 1986 e conquistou a reeleição em 1990, com quase 340 mil votos. No Congresso Nacional foi relator dos capítulos de orçamento, tributação e finanças. Foi o autor da emenda que criou o financiamento do Seguro Desemprego no Brasil e o Fundo de Amparo ao Trabalhador, como fonte de financiamento do seguro. Do mesmo modo, foi de Serra a emenda que determinou a aplicação de 40 por cento do fluxo de recursos do FAT no BNDES, criando-se, assim, a mais importante fonte de financiamento para o investimento privado no Brasil. Outras iniciativas relevantes foram o Plano Plurianual de Investimentos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias e o Código de Finanças Públicas, que mais tarde daria origem à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ministro da Saúde

Em 1994, José Serra foi eleito senador por São Paulo, com a maior votação do País. Em seguida, ocupou o Ministério do Planejamento e Orçamento do governo Fernando Henrique Cardoso até meados de 1996. A partir de abril de 1998 assumiu o Ministério da Saúde.
No ministério, coordenou uma emenda constitucional que fixou valores mínimos para o gasto público em Saúde no Brasil. Comandou uma campanha de combate à Aids que é reconhecida como referência no mundo e que é, hoje, adotada por diversos países. Implantou os genéricos, iniciativa que fez o preço dos remédios baixar 40 por cento em média. Eliminou os impostos federais dos medicamentos de uso continuado. Regulamentou a lei de patentes fazendo aprovar uma resolução da Organização Mundial do Comércio que permite aos países quebrarem patentes em caso de interesse da saúde pública.

Como ministro, Serra ampliou em 9 vezes as equipes do Programa de Saúde da Família e expandiu consideravelmente as cirurgias de transplante de órgãos. Promoveu ainda centenas de milhares de cirurgias por intermédio de mutirões, combatendo doenças como, por exemplo, a catarata. Introduziu a vacina contra a gripe, eliminou doenças como o sarampo. Concluiu e reequipou centenas de unidades de saúde em todo o Brasil.

Prefeito de São Paulo

Em 2004, eleito prefeito de São Paulo iniciou um trabalho para sanear a Prefeitura. Conseguiu uma economia de 450 milhões de reais com a renegociação de contratos. Diminuiu impostos, acabando com taxa do lixo e isentando da contribuição de iluminação pública aqueles que moram em ruas não iluminadas.
Serra começou a construção e reforma de hospitais, para aumentar a oferta de novos leitos para a população. Organizou e ampliou a distribuição de medicamentos, implantando o Remédio em Casa, um benefício que, gradualmente, atende pacientes de doenças crônicas. Criou o programa Mãe Paulistana e as AMAs (Atendimento Médico Ambulatorial), unidades mistas de atendimento e Pronto-Socorro, que hoje beneficiam mais de 300 mil pessoas por mês, de segunda a sábado, doze horas por dia.

Também promoveu ações em diversas outras áreas, como na Educação, na proteção social, no transporte (bilhete integrado ônibus-metrô), no meio ambiente, no trânsito, no recapeamento e na pavimentação de ruas, na limpeza pública, no combate à poluição visual, na cultura (Virada Cultural) e na recuperação do Centro de São Paulo.
Em 1º de outubro de 2006, com 12.381.038 votos, José Serra foi eleito, no primeiro turno, Governador do Estado de São Paulo.